11 fev

Por Guilherme Bittencourt

Na última sexta-feira (07/02), Tom Ford apresentou sua coleção outono-inverno 2020/21 em Los Angeles, no primeiro dia da semana de moda de Nova York – que se estende até o dia 12/02 -. Ford, que fundou sua marca em 2006 depois de atuar como diretor criativo para Yves Saint Laurent e Gucci, assumiu como chairman do Conselho de Estilistas Norte-Americanos (CFDA) em junho do ano passado.

O glamour da coleção alcançou o ápice com o vestido longo brilhante enfeitado com dois laços de veludo preto que a modelo Bella Hadid usou em uma caminhada dramática. Foto: Calla Kessler/The New York Times

A decisão de levar seu mais recente desfile para o outro lado dos Estados Unidos foi tão natural quanto estratégica. O estilista sempre foi apaixonado pela cidade, especialmente por sua ligação com o cinema (Ford também é um premiado diretor). Além disso, o início da NYFW de fevereiro coincidiu com o fim de semana do Oscar: “A última vez que isso aconteceu (há 5 anos) eu desfilei em Los Angeles. Funcionou muito bem”, ele explicou.

A coleção foi uma ode à simplicidade e à praticidade, sem perder em momento algum a sofisticação. “É chique, possivelmente um pouco chapado, e muito sensual” comentou Ford, que se inspirou em uma fotografia de 1967 tirada por Bob Richardson do Barão Alexis de Waldner e Donna Mitchell dividindo um cigarro.

Atento e contemporâneo

Homens e mulheres dividiram a passarela em uma atmosfera moderna e sóbria, com tecidos leves e fluidos e alguns intervalos de ousadia. O estilista resgatou o jeans – que não usava em seus desfiles desde 2015 – e o combinou com casacos pretos e cinzas, criando visuais essencialmente urbanos.

O uso das cores dificilmente marcou o desfile. Saias longas de paetê e suéteres de gola alta apareceram em magenta e azul suave, dividindo espaço com blazers florais em tons de lavanda e rosa antigo. A peça de maior intensidade foi um cafetã laranja vibrante em provável referência ao pôr-do-sol da Califórnia. Ainda assim, os acessórios combinaram perfeitamente cor e fluidez: brincos de penas apareceram em tons desde preto e cinza até o verde e o amarelo.

O glamour da coleção alcançou o ápice com o vestido longo brilhante enfeitado com dois laços de veludo preto que a modelo Bella Hadid usou em uma caminhada dramática. Um vestido de noiva branco de renda com dois laços de veludo no mesmo tom encerrou o desfile.

Tom Ford foi direto em sua mensagem: os preparativos para a nova década devem refletir as necessidades do consumidor. Conforto, leveza e praticidade são indispensáveis, mas o momento também pede elegância e sensualidade. Mais uma vez, Ford explicita com sua coleção o perfil de seu cliente: confiante e preparado, seja para um dia na cidade, uma tarde no litoral ou uma noite no tapete vermelho – ou quem sabe, até mesmo os três juntos -.

veja também os posts relacionados

Comente via Facebook

Deixe seu comentário

Instagram
Leitura de moda